Agora somos Certificada pela Fundação Banco do Brasil por usar Tecnologia Social PDF Imprimir E-mail
Ter, 26 de Novembro de 2013 11:43

A Associação Comunitária dos Criadores de Camarão de Icapuí concorreu entre 1011, (um mil e onze) inscritos em todo o Brasil, ao Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2013, e foram certificados 192 projetos sociais selecionados como Tecnologia Social Reaplicável.

A ACCI recebeu em sua sede, neste dia 31 de outubro, da Fundação Banco do Brasil, o Certificado de Tecnologia Social 2013, com o projeto: Primeira Carcinicultura Comunitária com Licenciamento Ambiental do Brasil.

Solenidade de entrega do Certificado.

A Fundação Banco do Brasil representada pala Agência do Banco do Brasil de Icapuí, na pessoa do Sr. Gerente Francisco Eugênio, realizou a entrega do Certificado destinado à ACCI, ao Sr. Presidente de honra da ACCI o Sr. José Maurício da Silva, com a presença de todos os associados. O evento contou com a presença de representantes do governo Municipal, Câmara de Vereadores, Ministério Público, Sindicato dos Servidores Públicos de Icapuí, Ufersa (com professor Marcelo Augusto e alunos do curso de Engenharia de Pesca), Emater-Ce e Comunidade.

Certificação.

Nesta etapa, são certificadas as inscrições que atendem ao conceito de tecnologia social adotado pela FBB, qual seja: “produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social” e que já tenham sido implementadas possuindo resultados comprovados.

Todas as inscrições certificadas receberão o Certificado de Tecnologia Social, passando, automaticamente, a integrar o Banco de Tecnologias Sociais e concorrerão à premiação da edição em vigor.

 

O Prêmio:

Fonte: Site da FBB.

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social acontece a cada dois anos e as inscrições são abertas a instituições legalmente constituídas no Brasil, de direito público ou privado, sem finalidades lucrativas. Desde 2001, por meio do Prêmio, a Fundação BB identificou, premiou e certificou como tecnologia social diversas iniciativas que hoje compõem o Banco de Tecnologias Social, uma base de dados online com mais de 500 tecnologias sociais disponíveis para consulta.

A edição deste ano do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social recebeu 1.011 inscrições de iniciativas sociais. Em 2013, o tema educação recebeu o maior número (457), seguido de renda (219), meio ambiente (137) e saúde (75). Entre as 192 certificadas, o Sudeste foi a região que teve o maior número de projetos reconhecidos (74), seguida do Nordeste (38) e do Sul (30). O Norte teve 27 tecnologias sociais certificadas e o Centro-oeste, 23. O Prêmio é realizado em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, a Petrobras, a KPMG Auditores Independentes, além da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).